Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

voltoja

De tão bela que é, até custa acreditar que esta é a “ilha da morte”

Esta ilha tailandesa tem sido notícia nas últimas semanas pelas piores razões, uma vez que morreram lá sete pessoas nos últimos três anos, e todas elas de uma forma bizarra.

Koh Tao: Porquê o nome de ‘ilha da morte’ e onde fica?

Com cerca de 13 quilómetros quadrados, Koh Tao (Ilha da Tartaruga) é um lugar muito popular e procurado pelos turistas no Golfo da Tailândia, ficando próximo de Koh Samui e de Koh Phangan, onde decorrem as famosas festas da lua cheia.

 

Com cerca de dois mil habitantes, os habitantes de Koh Tao sobrevivem do turismo e por isso começam a ficar preocupados com as últimas notícias.

 

Sete mortes nos últimos três anos e todas elas suspeitas

A última morte foi a de uma jovem belga, chamada Elise Dallemange, de 30 anos, que foi encontrada na floresta, enforcada e parcialmente comida por lagartos a 27 de abril. A polícia local afirma que a mulher cometeu suicídio, mas a família de Elise não quer acreditar. De acordo com a imprensa, Dallemange terá utilizado um nome falso num hotel, dias antes da sua morte, ela que se encontrava num retiro espiritual há dois anos e meio pela Tailândia.

 

Este foi o mais recente caso noticiado numa lista polémica que envolve mais seis mortes de estrangeiros na ilha de Koh Tao nos últimos três anos. O caso mais polémico e chocante foi o dos britânicos Hannah Witheridge, 23 anos, e David Miller, 24, que terão sido assassinados enquanto caminhavam na praia em direção ao hotel, em setembro de 2014. Hanna terá sido violada antes de morrer. Este foi o único caso em que a polícia considerou a hipótese de homicídio.

Os outros quatro foram todos considerados suicídios, algo que causa estranheza uma vez que as vítimas eram consideradas saudáveis e sãs. No início de 2016, Luke Miller, de 26 anos, foi encontrado morto na piscina do hotel. No início de 2015, Christina Annesley, inglesa de 23 anos, foi encontrada morte na mesma ilha e a autópsia revelou que tinha misturado antibióticos com álcool. Nick Person (25 anos) apareceu sem vida depois de ter caído de uma falésia na passagem de ano de 2014. Por fim, há ainda o caso de Dimitri Povse, também turista, francês de 29 anos, que foi encontrado enforcado no bungalow na noite de passagem de ano em 2015.

 

Existe ainda o caso da russa Valentina Novozhyonova, que está desaparecida desde março e ainda não foi encontrada.

 

As famílias das vítimas têm criticado severamente a forma como a polícia tailandesa tem lidado com estes casos.

 

Koh Tao: uma beleza interrompida pelo mistério

A ilha é procurada principalmente para a prática de mergulho e snorkeling, bem como caminhadas e escaladas. O local mais popular é Sairee, na costa oeste, onde existe uma praia de areia branca com um comprimento de 1,7 km, interrompida apenas por um conjunto de grandes rochas, resorts e restaurantes.

 

Chalok Baan Khao, no sul da ilha, está a ficar cada vez mais popular e é considerada uma alternativa para aqueles que desejam fugir das multidões. Ideal para quem gosta tanto de floresta como de praia, atraindo um número cada vez maior de alpinistas.

 

A ilha de Koh Tao é menos desenvolvida do que Ko Samui e Ko Pha Ngan, mas está a ficar cada vez mais popular entre os mochileiros, na casa dos 20 anos, que partem em busca de umas férias relativamente baratas.