Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

voltoja

Provença: Os mais belos sons e cheiros da Europa

Vila de Gordes, Luberon

Ir à região da Provença, em França, é como ter a mais rica experiência sensorial sem gastar dinheiro. Isto porque a melhor forma de conhecer a Provença é viajando de carro, de vidros abertos, para poder ouvir as cigarras (é impossível deixar de as ouvir a cantar todo o dia e noite) e sentir o cheiro da lavanda (o maior símbolo desta região). E para ter isto tudo não precisamos de gastar dinheiro. Claro que temos de abrir a carteira para comer e dormir...

 

É o local perfeito para relaxar e desfrutar dos pequenos prazeres da tranquilidade que esta região oferece. A Provença apresenta-se exatamente como a imagem que Van Gogh nos fez passar. Muitos campos de lavanda e girassóis, belos vilarejos no topo das colinas e todos eles impecavelmente apresentados para os turistas e devidamente preservados pelos locais.

 

Convém dizer que a Provença tem um 'target' de turismo mais sénior, mas, mesmo assim, não deixa de ser um dos melhores locais para um casal jovem apaixonado que quer desfrutar um do outro. 

 

As cidades/vilas/pontos obrigatórios a conhecer são Avignon, Aix-en-Provence, Gordes (na fotografia), Saint Rémy, Nîmes, Fontaine de Vaucluse, Roussillon, Bonnieux, Abbaye de Sénanque, Lourmarin, Les Baux-de-Provence, Plateau De Valensole, Moustiers-Sainte-Marie, Gorges du Verdon e Cassis. Fizemos todos estes locais em quatro dias, com base em Apt, bem no centro do Parque Regional Natural do Luberon (algo equivalente ao nosso Gerês).

 

Podem consultar o nosso roteiro de quatro dias na Provença, caso tenham ficado interessados em visitar esta bela região, que, afinal, está aqui tão perto.

 

Quanto a preços, bem, estamos em França, por isso não podemos deixar de dizer que refeições são mais caras do que em Portugal. Contem pagar, em média, 20 euros por pessoa por refeição. Vão encontrar muitas "fórmulas" de prato+sobremesa ou entrada+prato a 15 euros, mas terão de adicionar as bebidas. Fiquem a saber que uma garrafa da água de 1 litro custa entre 4 a 6 euros e um copo de vinho varia entre os 3 e os 6, com as garrafas a custarem acima dos 18 euros. Os vinhos rosés são os mais característicos da zona. Recordar ainda que, tal como no resto do país, os restaurantes/cafés costumam oferecer água (da torneira).

 

A gastronomia é outro ponto alto desta viagem. Com a elevada produção de lavanda, os restaurantes utilizam esta planta na confeção dos pratos, assim como nos aromas de gelados. Apostem num bom hambúrguer provençal, onde irão encontrar todo o sabor da Provença numa só dentada ou num gelado com sabor a lavanda e pêssego. 

 

Quanto a estadia, tal como dissemos anteriormente, ficamos numa casa de Turismo rural, em Apt, tendo custado 60 euros a noite, com pequeno almoço incluído.

 

Caso estejam a planear as vossas próximas férias de campo/montanha, e não querem ir para muito longe, não deixem de visitar a Provença. É uma recomendação cem por cento segura e temos a certeza que não se vão arrepender.

 

Nota: Esta viagem foi feita juntamente com a Côte d'Azur.

 

Ate JÁ