Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

volto já

para quem pertence a vários lugares

volto já

para quem pertence a vários lugares

Roteiro: Nenhuma viagem é demasiado longa quando a recompensa se chama Liubliana

 

Liubliana é daquelas cidades em que lhe sentimos o encanto mal colocamos um pé nela e não queremos partir sem ter sentido tudo o que ela tinha para dar.

 

Já aqui lemos a história de despedida de solteira de uma das partes, agora é hora de contar a versão masculina, ou seja, a despedida de solteiro. Porém, as leitoras do nosso blogue não precisam de fugir. Prometo um roteiro bastante versátil e fidedigno dos acontecimentos, prometo que vão ficar igualmente encantadas com o que (de bom) tenho para contar.

 

Como chegamos lá

 

A oferta de avião para Liubliana não é a mais abundante, por isso terão sempre de fazer uma  escala para lá chegar. Podem fazer as vossas pesquisas no Google Flights, que descobrimos recentemente e mostrou-se ser bastante eficaz nas procuras, mas os preços vão ser desapontantes. Por isso façam como nós, algo típico de quem quer poupar muito dinheiro antes de um casamento, seja noivo ou padrinho, e procurem a cidade mais próxima de Liubliana com voos low cost, aluguem um carro e partam à aventura. Eu, enquanto noivo, não tive voto ou opinião na matéria.

 

Voamos desde o Porto até Milão. Sim, ainda é um pouco longe (perto de 500 quilómetros), mas uma viagem de carro com amigos também faz parte de uma boa festa certo? Também podem fazer a ligação com Liubliana a partir de Munique (a 400 quilómetros).

 

Para esticar as pernas decidimos fazer uma paragem em Veneza. Muitos dirão que é um destino de casais, mas enganam-se, esta cidade italiana é versátil e esconde muitos segredos. Para os interessados, temos um roteiro sobre Veneza. A paragem foi essencialmente para descontrair, mas ainda serviu de cenário para o nosso álbum de fotos.

 

Para os que, como nós, pretendem alugar um carro, perguntem na empresa se é permitido atravessar a fronteira entre países. Muito importante.

 

Onde ficar

 

Aproveitem Liubliana ao máximo, até porque não é uma cidade cara. Por isso até podem ficar hospedados no mais recente Intercontinental da cidade (cerca de 160€ por noite). Recomendamos ainda o Best Western Premier Hotel Slon(140€) ou o Vander Urbani Resort (120€). Há ainda uma opção muito interessante para aqueles que vão em grupo com amigos, trata-se do City Centre Apartments, um apartamento que acomoda cinco hóspedas a 115€ por noite, tendo também a opção de estúdio para duas pessoas (70€). O City Hotel Ljubljana está a apenas a 300 metros da praça central da cidade e custa apenas 80€ por noite, já com pequeno almoço incluído.

 

O que comer

 

Como devem calcular, numa despedida de solteiro só se bebe… Estão enganados, isto aqui é um grupo de rapazes bem comportados e os padrinhos tiveram em conta o bom gosto e sofisticação antes de partir para a aventura noturna.

 

O lugar para o jantar foi o Julija e ainda hoje remanesce como um dos melhores restaurantes onde entrei até hoje. Lugar bem apresentado, boa comida e excelente ambiente.

Também posso garantir que o Špajza Restaurant e o Restaurant Manna são outros locais que não defraudam os visitantes que procuram comida típica eslovena. O que mais me impressionou foi a sofisticação de cada um dos lugares, entendendo o porquê de todo este burburinho à volta de Liubliana.

 

O que fazer

 

Quando se sai do restaurante, com a noite como fundo, a cidade ganha uma nova vida. Se de dia já nos pareceu deslumbrante, com os lampiões acesos, as esplanadas iluminadas, as pontes sobre o rio, tudo fica arrebatador. Liubliana parece uma cidade desenhada por um arquiteto perfeccionista e apaixonante, porque até o conjunto de cores (edifícios e iluminação) parecem estar em sintonia.

 

Isso leva-nos até à animação noturna. Um passeio curto pelas ruas da cidade é suficiente para perceber que é um destino muito procurado para despedidas de solteiro (femininas e masculinas), mas como ninguém se quer ficar por um passeio curto em Liubliana íamos sentando-nos nas muitas esplanadas à beira-rio, muito animadas e bem-frequentadas.

 

Para os que querem descontrair pela noite fora nada melhor de que o TOP SIX club, que fica já na parte mais moderna da cidade, mas a uma curta viagem a pé desde o centro. Bem decorado e iluminado, animado sem parecer esgotante, com várias opções de ambiente no interior, e com umas vistas privilegiadas para o castelo medieval, que fica no alto de um monte, de onde domina a cidade, sempre a observar os visitantes.

 

Por isso, durante o dia, não deixem de subir até ao castelo, observar as magníficas vistas lá de cima e relaxar nas áreas de restauração adjacentes. Outro lugar que não podem perder é a Catedral Católica de São Nicolau, cuja verdadeira magia reside no seu interior e, cuja decoração nos transporta para as igrejas mais belas da Europa, um pouco ao estilo russo.

 

Ao final da tarde, subam ao terraço do Nebotičnik, um edifício construído entre as duas Grandes Guerras, e passem uns bons minutos a admirar o horizonte nas suas vistas panorâmicas, acompanhados de uma bebida. Se ainda tiverem energia, podem voltar a aventurar-se na noite louca de Liubliana e entrar na discoteca Cirkus, um pouco mais afastada do centro.

 

Quanto tempo ficar

 

Nós só passamos um dia em Liubliana, mas esta cidade merece uma visita de dois dias. Já que estão muito perto, tirem mais um dia e visitem Bled, um dos principais destinos turísticos do país, conhecido sobretudo pela beleza do lago.

 

Independentemente das razões que me levaram até Liubliana, e mesmo tendo sido poucas horas, tenho a certeza, hoje, casado, que é um dos lugares mais versáteis e mágicos do mundo e merece uma segunda visita, agora com a mulher e filha.