Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

volto já

para quem pertence a vários lugares

volto já

para quem pertence a vários lugares

Ter acesso ao visto de turismo para a Rússia não é fácil, saiba porquê!

Guardas de Honra na Rússia

 

Apesar de jogarmos à bola uns contra os outros em campeonatos da Europa de futebol, para entrar na Rússia vão ter de teclar muito e dispensar alguns euros antes de ter acesso ao visto de entrada no país. Existem duas formas de o fazer: ou contratam uma agência que faz todo o serviço, mediante o pagamento, ou arregaçam as mangas e partem, vocês próprios, para esta aventura para poupar dinheiro e demonstrar que são capazes de o fazer.

 

1. Comprar a viagem

Primeiro, o mais simples de tudo, comprar os bilhetes de avião, que tanto podem ser adquiridos através dos vossos computadores ou de uma agência de viagens. Se optarem pela segunda via, é certo que serão terceiros a tratarem do vosso visto, por isso não precisam de continuar a ler este artigo, a não ser que queiram estar mais informados do processo. Caso queiram ser vocês a comprar, aconselhamos reservar a viagem de avião através das companhias Lufthansa ou KLM, ambas têm boas promoções para São Petersburgo.

 

2. O convite

Para entrar na antiga União Soviética é necessário que alguém vos convide para lá ir. Pode parecer estranho, mas é mesmo assim, isto partindo do princípio que são portugueses e não brasileiros, que não necessitam de visto. Podem obter o convite de duas formas: através de agências especializadas ou dos hotéis onde irão ficar hospedados. Na maior parte das unidades hoteleiras, existe um custo associado (entre 10 a 25 euros por pessoas) ao convite, mas há outras que oferecem. Contudo, caso cancelem terão de pagar uma multa, que pode rondar os 50 euros. Tenham em atenção que este convite terá de ser pedido ao primeiro hotel onde irão ficar hospedados. Caso estejam a pensar ficar, por esta ordem, em São Petersburgo e Moscovo, terão de entrar em contato com a receção do hotel em São Petersburgo.

No nosso caso, como a nossa primeira paragem é São Petersburgo, tratamos de todo este processo do convite através da agência oficial de turismo da cidade. Tomem nota que eles 'obrigam' a que todas as reservas de hotel sejam feitas através do booking.com, para que desta forma usufruam do convite grátis. Podem confiar 100%, é seguro, rápido e a comunicação por email é excelente. Este é o link.

 

3. Seguro de viagem

Existem apenas dois países que nos obrigam a fazer um seguro de viagem para ter acesso ao visto e a Rússia é um deles [África do Sul é o outro]. É um seguro de viagem, mas acaba por ser um seguro de saúde, uma vez que o importante é as despesas médicas cobrirem um montante até 30 mil euros. E para que serve isto? Caso tenham algum acidente ou fiquem doentes e tenham de ir para um hospital, por exemplo, não será o governo russo a cobrir as vossas despesas médicas. Existem vários seguros de viagem, mas podemos aconselhar o da Liberty e o da Fidelidade, ambos a rondarem os 36 euros para duas pessoas, com uma estadia de oito dias em território russo. Certifiquem-se que o vosso seguro de viagem tem protocolo com a embaixada russa em Portugal, de forma a que cumpra todos os requisitos pedidos.

 

4. Fotografias

Sim, tenham à mão aquelas típicas fotografias de documento para colar nos impressos do passo seguinte. Podem fazê-lo através dos photobooths que estão nas superfícies comercias. Recordem-se que precisam de fotografias tipo documento (cerca de 5€) e não retrato.

 

5. Preenchimento de Questionário electrónico de visto

Através deste site terão de preencher um extenso questionário, que dará entrada no Departamento Consular do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Federação da Rússia. É um formulário minucioso, em que vos pedirão dados como: morada, número de telefone, email do vosso local de trabalho, ou se já foram conhecidos por outro nome, ou se já estiveram ou conhecem alguém na Rússia... Como podem ver, os russos levam muito a sério isto da segurança no país no que toca a entrada de estrangeiros. Só podem completar o preenchimento deste formulário depois de terem feito tudo nos pontos 2, 3 e 4. Depois, imprimam os documentos, colem as fotografias e assinem.

 

6. Entrada dos documentos no Centro de Vistos

Com a documentação pronta, toda esta informação tem de ser entregue no Centro de Vistos da Rússia em Portugal e aqui têm duas opções: ou enviam por email ou entregam pessoalmente em Lisboa. Caso sejam do norte, não vale a pena ir ao consulado do Porto, porque não tratam dos vistos. A opção por email é a mais confortável, mas também mais dispendiosa. Além dos custos associados à obtenção dos vistos (já lá vamos quanto a preços), terão de pagar mais 10€ por pessoa pelo tratamento de dados, mais 10 pelo envio (até um grupo de cinco pessoas), isto excluindo os emolumentos do visto.

Caso estejam a pensar entregar pessoalmente no Centro de Vistos, têm previamente de fazer a marcação através do site e escolher o dia e hora pretendida para a entrega da documentação. A marcação é pessoal, ou seja, cada passaporte corresponde a um agendamento.

A entrega da documentação por ser feita por terceiros, para isso basta escrever uma autorização simples (exemplo) e a pessoa em questão terá de entregar a documentação munido do cartão de cidadão/bilhete de identidade, como referido na autorização.

Quanto ao precário, e tratando-se de um visto de Turismo de uma ou duas entradas (o mais usual para turistas) o preço é de 35 euros, com um prazo de consideração entre quatro a 10 dias úteis, mais 30€ pela taxa de serviço. Ou seja, no mínimo, no Centro de Vistos irão deixar 65€ por passaporte, podendo pagar por multibanco ou numerário. Se estiverem com urgência, podem pedir maior celeridade no processo, com custos associados, que podem consultar AQUI.

Para a recolha dos documentos não necessitam de fazer marcação, podendo levantar os passaportes diariamente das 09:00 até às 17:00, por ordem de chegada no Centro de Vistos. Caso tenham optado por levamento por terceiros, a mesma pessoa terá de levar a autorização e o CC/BI.

 

Depois, já com os passaportes devidamente carimbados podem levantar voo em direção à Rússia. Recordem-se, tratem de toda a documentação com, pelo menos, um mês de antecedência, para o caso de surgirem imprevistos. Façam fotocópia de todos os papéis que foram entregues no Centro de Vistos e levem convosco na viagem para se sentirem mais seguros.

13 comentários

Comentar post