Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

voltoja

voltoja

Quem disse que Ibiza não é para famílias?

24.09.18 | Volto Já

thumbs.web.sapo.io-5.jpeg

Uma edição mais familiar de um roteiro de sete dias por Ibiza, uma ilha que pode ser uma agradável surpresa para aqueles casais jovens com bebés.

 

Sabemos que as marcações de férias ficam diferentes quando chegam os filhos. Praias com pedras? Fora de questão. Praias de acesso difícil? Não servem. Praias com desníveis na entrada do mar? Nem pensar. Para além disso, há que confirmar se os hotéis aceitam bebés ou averiguar o preço dos berços. É verdade, a nossa forma de viajar muda, mas não precisa de ser um drama.

 

O empenho que colocamos nas férias, enquanto pais, também muda se as nossas crianças gostam de areia e mar, porque se os filhos não gostam e os pais adoram fica mais difícil. No nosso caso é simples, todos gostamos.

 

Cala ComteAgriturismo Atzaró

 

Ibiza revelou-se uma boa escolha, pois além da curta distância numa viagem de avião, tem imensas praias para as crianças brincarem descansadas, sem o medo de ficarem regeladas pela temperatura. Mais, como a maior parte das férias são passadas perto do mar, elas não se aborrecem com filas em museus e grandes caminhadas.

 

Um conselho: não pensem que estão a pensar apenas em vocês (pais) quando marcam umas férias e não se deixem influenciar pelo que vão ouvindo por aí sobre viajar com crianças e o pesadelo que pode ser. Viajar com filhos implica outra logística, óbvio, não podemos negar isso, mas tudo se faz. Viajem o máximo que puderem e gostarem, sempre com segurança, e estarão assim também a contribuir para o desenvolvimento da consciência, tolerância e sociabilidade dos vossos filhos.

 

 

Formentera

 

 

Como chegamos lá

 

Vivendo no norte de Portugal, decidimos partir desde o aeroporto de Vigo, em Espanha, em direção a Ibiza pela companhia Iberia, num voo direto que demorou cerca de 1h20. Dias depois de termos feito a nossa reserva, a Easyjet anunciou a ligação Porto-Ibiza, já operacional.

 

Queremos lembrar que o voo Vigo-Ibiza é sazonal, pelo que devem estar atentos e procurar boas oportunidades de preço nos meses de julho e agosto - o nosso voo de ida e volta custou 250 euros para dois adultos e um bebé (menos de dois anos).

 

Recomendamos o aluguer de um automóvel para conseguirem percorrer a ilha com mais autonomia, algo que enriquecerá muito as vossas férias. Muitas das praias não são acessíveis em transportes públicos, os táxis são caros e esqueçam o serviço Uber, não existe na ilha. Reservem o carro antecipadamente, no nosso caso através da Holiday Autos, porque só assim conseguirão bons preços. Para sete dias, o preço do aluguer foi de 110€ (68.50+42€ da cadeirinha infantil) na OK Rent a Car.

 

thumbs.web.sapo.io-10.jpeg

 

Onde ficar

Sendo este um roteiro familiar, recomendamos que optem por ficar hospedados na cidade de Santa Eulália del Rio (Santa Eulària des Riu em catalão). Uma zona balnear e tranquila o suficiente para poderem passear com os vossos filhos à noite, mas com animação suficiente para que nunca vos falte um restaurante sempre pronto para receber famílias.

Sendo assim, das duas vezes que visitamos Ibiza, escolhemos o mesmo lugar para pernoitar, o Ebusus Apartamentos, na Calle San Vicente, uma rua pedonal repleta de restaurantes.

 

O Ebusus é modesto, mas prima pela sua localização e, acima de tudo, pela atenção incansável da gerência. Vamos contar uma história para exemplificar: tínhamos pedido uma cadeira de refeições para a bebé, que foi imediatamente aceite, mas quando chegamos ao quarto não estava lá nada. Falamos com a gerência e contaram-nos que apenas tinham uma cadeira, que já estava a ser utilizada por outra família. Minutos depois, tocaram-nos à campainha a dizer que iriam comprar uma cadeira nova. A isto chamamos servir o cliente. No dia seguinte estava uma cadeira nova no nosso quarto.

 

Se ficaram interessados, a melhor forma de fazer a reserva é através do site oficial, onde encontram os preços mais baixos. Há estúdios e apartamentos de um e dois quartos. Ficamos num estúdio, sete noites, e custou-nos 522€.

 

Restaurante ca na Ribes

Agriturismo Atzaró

 

O que comer

A vantagem de ficar num apartamento é que conseguimos gerir melhor as refeições pensando no conforto do bebé, que precisa de uma sesta após o almoço, por isso recomendamos que almocem no apartamento e aproveitem para descansar também.

 

Como dissemos anteriormente, o Ebusus fica no centro nevrálgico gastronómico de Santa Eulália, por isso terão muitas opções e variedade de restaurantes nesta rua. Passamos a indicar aqueles que provamos e aprovamos: BlueFish (pratos de peixe criativos, refinados e altamente saborosos), Ca na Ribes (comida típica espanhola), Project Social (hambúrgueres), Kathmandu (nepalês e indiano) e o Le 27 (francês).

 

Para aqueles que procuram algo mais especial, requintado e dê para levar as crianças, sugerimos o Atzaró, um agroturismo de luxo, e o Amante Ibiza, um restaurante situado num imponente penhasco, com vista para a Cala Sol d'en Serra, com comida, vistas e serviço ao mais alto nível, inclusive para crianças. Estas duas recomendações exigem uma viagem de carro, mas de curta distância (15 a 20 minutos).

 

Facilmente encontram um supermercado nesta zona para encher os armários e frigoríficos para refeições rápidas e pequenos almoços. E por falar nesta importante refeição ao início do dia, mesmo ao lado do Ebusus vão encontrar um espaço muito tranquilo e agradável com comida biológica e saborosa, chamada Piece of Cake, gerido por um casal italiano simpático.

 

 

Restaurante AmanteRestaurante Amante

 

O que fazer

 

Bem, como dissemos no início, passamos pelo centro de Ibiza e pela marina, mas não visitamos o castelo, pois não era o género de férias que queríamos. Estávamos mais focados em mar e areia, por isso deixamos uma lista do que visitámos, ou seja,  praias que são ideais para casais com filhos pequenos: Santa Eulalia del Rio, San Vicente, Cala Longa, Cala Llenya, Gran Arenal em Portinatx e Aguas Blancas. Esta última exige uma caminhada de cerca de 10 minutos desde o parque de estacionamento, mas é sem dúvida, uma das que mais gostamos. O conselho que podemos deixar é que evitem fazer este percurso nas horas de maior calor, especialmente o regresso da praia, pois ainda é uma subida acentuada.

 

Praia Aguas Blancas

 

Existe outra praia chamada Cala Comte, que é fenomenal, mas já com um ambiente mais jovem e animado, mas nem todas os lugares têm de ser calmos e tranquilos, certo? Vale mesmo a pena visitar, pois a cor turquesa da água parece editada em photshop com muita saturação. Há ainda um restaurante, o Sunset Ashram, onde dá para assistir ao pôr do sol, um dos mais conhecidos de Ibiza.

 

Cala Comte

 

Porém, se adoram um bom ‘sunset’, não se sintam inibidos em pegar no vosso filho e ir até Sant Antoni de Portmany e visitar um dos lugares mais famosos do mundo para ver o pôr do sol. Jantamos num dos café mais míticos da ilha, o Cafe del Mar (consumo mínimo de 35€ por pessoa no espaço, que pode ser exterior, ou 50€ na esplanada à beira-mar), mas o mais memorável foi mesmo assistir ao desaparecimento do sol desde as rochas, cujo ponto alto é um aplauso sincero de quem lá está pelo espetáculo bonito e natural que a Natureza nos ofereceu. Para melhorar, é grátis.

 

Café del MarCafé del Mar

 

Se quiserem ficar na zona que escolhemos, saibam que existe ainda uma passeio marítimo e uma marina muito agradáveis para passear com os nossos filhos durante a noite, ideal para fazer a digestão.

 

Sant Antoni de Portmany

 

Outra coisa a fazer em Ibiza é conhecer a pequena ilha de Formentera. A 40 minutos de viagem desde Ibiza, este lugar oferece-nos uma das visões mais paradisíacas de todo o Mediterrâneo.

 

Formentera

 

 

O problema, além do grande número de turistas, é o valor que nos cobram para lá chegar: 64 euros pelo ferry para dois adultos, mais 16€ por uma viagem de autocarro desde o porto até uma das praias. Como a nossa filha tem menos de dois anos, não pagou, mas os pais tiveram de desembolsar 80 euros para conhecer Formentera.

Vale a pena? Claro, mas uma vez é mais do que suficiente.

 

FormenteraFormentera

 

Quanto tempo ficar

 

Uma semana completa de praia em Ibiza, com crianças, é o ideal. Se os vossos dias forem aproveitados mediante o nosso esquema - duas praias diferentes por dia - aproveitarão melhor o vosso tempo e ficarão a conhecer pontos diferentes da ilha.

 

Claro que nem todas as crianças são iguais e isso deve ser tomado em conta na altura de decidir seja o que for. O conforto do bebé deve estar acima das nossas vontades, não descurando, claro, o aproveitamento das férias também por parte dos pais.

 

Os melhores meses para visitar Ibiza são junho, julho e setembro. Evitem o agosto, se não querem enfrentar multidões.